Grupo Witzler Engenharia
+55 14 3223-8722

Panorama Energético no Brasil

Gestão Energia

No mês de Fevereiro de 2015 o Diretor de Projetos da Witzler, Engº Lucas Witzler foi colunista da Revista Atenção.

A seguir você pode desfrutar do texto na integra.

Panorama energético: Perspectivas para 2015

A matriz elétrica Brasileira é composta basicamente por fontes de energia consideradas limpas ou renováveis. A principal fonte de energia é a hidrelétrica, a qual representou 74% da energia gerada nos últimos doze meses (novembro de 2013 a novembro de 2014). O domínio da geração hidráulica caracteriza o Brasil como um dos países com matriz energética mais limpa do mundo. Por outro lado, a predominância da energia hidrelétrica nos torna dependentes e vulneráveis ao regime hidrológico das principais bacias hidrográficas.

Desde 2012, temos presenciado uma redução gradativa no nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, decorrente da incidência de chuvas abaixo da média do histórico e do aumento do consumo de energia. Na atual conjuntura os reservatórios do Sudeste somam 16,9% de sua capacidade – menor patamar desde janeiro de 2000 – contra 40,3% em janeiro de 2014. Ou seja, hoje o acumulado de água nos reservatórios do Sudeste é inferior à época do racionamento.

O cenário atual impactou o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD), que permaneceu próximo ao seu valor máximo (R$ 822,23/MWh) praticamente durante todo o ano de 2014.

Para conter a crise energética entre as distribuidoras de energia que foram afetadas pela exposição involuntária, risco hidrológico, aumento das tarifas de Itaipu, Encargo do Serviço do Sistema e e aumento dos custos com compra de energia, o governo liberou um crédito de R$ 17,8 bilhões que serão cobrados dos consumidores nas próximas revisões tarifárias, a partir de 2015.

Outra medida anunciada para cobrir o risco hidrológico e a exposição involuntária das distribuidoras, foi a criação do sistema de Bandeira Tarifária, que entrou em vigor em janeiro de 2015. As bandeiras verde, amarela e vermelha indicarão se a energia custará mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade. Estima-se que neste ano esse novo sistema irá impactar em até 9% as tarifas de energia.

A soma desses fatores resultará em um aumento na tarifa de energia de até 40%, ao final de 2015. Além desse aumento já esperado, o governo já discute uma revisão tarifária extraordinária que poderá ser aplicada a partir de 1º de março de 2015, a algumas distribuidoras.

Embora as autoridades não admitam, o momento é de crise energética e o risco de racionamento é real. Já se comenta que medidas emergenciais de incentivo a programas de eficiência energética e autoprodução de energia serão lançados pelo governo.

Diante dessa realidade, o que nos resta é utilizar a inteligência para planejar, otimizar e tornar eficiente o uso da energia elétrica. Essa será a única forma de minimizar os impactos da atual crise energética que vivemos.

 

Lucas Torres Witzler é Engenheiro Eletricista e Mestre em Energia, ambos pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, atual Diretor de Projetos da Witzler Engenharia.

lucas@witzler.com.br

 

Deixe uma resposta

Últimas Postagens

Nosso endereço

Rua Iracema Candido Posca
nº1-110 CEP: 17064-864
Distrito Industrial III - Bauru - SP
Telefone: (014) 3223-8722

Nossa Missão

“Garantir a implantação da melhor solução de engenharia, para os recursos e prazos definidos no plano de negócio de nosso cliente, por meio de praticas sustentáveis em conformidade com a ética Cristã.”