Boletim Semanal de Energia de 12 a 18 de Dezembro

HIDROELÉTRICA WITZLER ENERGIA

Destaques da Semana

CCEE prevê transição segura e tranquila para a implementação do PLD Horário

No dia 31 de dezembro deste ano, ou seja, daqui a 10 dias, a forma de precificação de energia passará a ser realizada de forma horária. Esta é uma mudança importante, que permitirá uma maior aderência entre a operação energética do país e a comercialização de energia. Entretanto, os esforços realizados ao longo dos últimos dois anos conferem confiança à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) de que a transição para este novo modo de precificação ocorrerá de forma tranquila e segura.

De acordo com a Vice-Presidente do Conselho de Administração da CCEE, Talita Porto, a implementação desse novo modelo é uma mudança aguardada há muito tempo pelo setor. Uma de suas vantagens é permitir que a precificação reflita mais rapidamente mudanças no cenário físico de consumo e geração de energia, abrindo a possibilidade de oferta de novos produtos e contratos no mercado livre de energia.

Dentre os obstáculos superados para a implementação dessa novidade está a reprodutibilidade do DESSEM, modelo computacional que processará o PLD horário. Segundo a CCEE, este modelo foi rodado em computadores com configurações compatíveis com praticamente todos os dispositivos fabricados nos últimos anos.

Como forma de oferecer suporte aos agentes do mercado, a CCEE disponibilizou dados históricos com informações sombra do Preço Horário. Além disso, processou esses dados e divulgou os resultados em 12 reuniões abertas ao longo de 2020. Adicionalmente, o órgão forneceu videoaulas e salas de aula virtuais que serviram para a capacitação do mercado sobre o assunto referido.

Há ainda a necessidade de aprimoramento nos modelos de previsão de carga em bases horárias. Este passo deve ser realizado gradativamente ao longo dos primeiros meses em que a mudança já estará vigente. Durante este período, o mercado poderá continuar a utilizar os métodos atuais para previsão de carga.

Fonte: CCEE.

Balanço Energético do Sistema Interligado Nacional (SIN)

Seguimos com aproveitamento dos excedentes energéticos gerados através da energia eólica no Nordeste, e hidráulica no Norte do país. Sudeste e Sul continuam como importadores de energia. Além disso, o Brasil ainda importa quase 2 GW médios de Uruguai e Argentina.

Balanço energético; Energia; boletim
Figura 1 – Balanço Energético e intercâmbio de energia (Fonte: ONS)
Balanço energético; médio
Figura 2 – Balanço Energético (Fonte: ONS)

Situação Hidrológica do Sistema Interligado Nacional

Níveis de Armazenamento

Ainda não tivemos uma mudança de tendência na evolução dos níveis de armazenamento do Sudeste. No Sul, mesmo com elevação nos últimos dias, ainda seguimos com os valores observados mínimos dos últimos 10 anos..

Níveis de Armazenamento, regiões sul nordeste, norte e Sudeste Cento
Figura 3 – Níveis de Armazenamento nos Reservatórios do SIN – valores de 10/12 (Fonte: ONS)
reservatório SIN
Tabela 1 – Acompanhamento dos Reservatórios do SIN (Fonte: ONS)
Energia Natural Afluente (ENA)

Mesmo com alta na ENA do Sudeste, conseguimos observar na Figura 4 que os valores de ENA são os mais baixos dos últimos 10 anos na região. Nos demais, temos valores de intermediários para mínimos, o que indica que o período chuvoso ainda deixa a desejar na maior parte do SIN.

ENA; energia natural afluente
Figura 4 – Trajetórias dos níveis de Energia Natural Afluente por subsistema do SIN. (Fonte: ONS)
Energia Natural Afluente mensais
Tabela 2 – Previsões de Energia Natural Afluente mensais para a terceira semana operativa do PMO de dezembro (Fonte: ONS)

Na RV3 do PMO de dezembro/2020, tivemos uma pequena elevação das ENAs no SIN, a menos do Norte. No geral, houve um aumento de 1% na expectativa para o fechamento do mês de dezembro, o que contribuiu para uma queda de 25% nos PLDs médios dos submercados.

PLD, preço da energia
Figura 5 – PLDs para a terceira semana operativa de Dezembro /2020 (Fonte: CCEE)
Carga de Energia

Seguimos com valores de carga mais elevados do que os verificados tanto em novembro, quanto em dezembro de 2019, indicando que o consumo de energia segue em níveis compatíveis com uma situação “normal”, como se não houvesse a pandemia.

Carga de energia, brasil
Carga de energia, brasil
Figura 6 – Acompanhamento da carga nos submercados do SIN. (Fonte: ONS)

Mercado e Preços

Como ainda temos níveis de armazenamento e valores de ENA abaixo do esperado para a época do ano, o mercado segue dentro de patamares relativamente elevados de preços para 2021. Contudo, já não verificamos uma precificação de um “cenário de caos”, como o que tínhamos no começo do mês, já que há uma expectativa melhor de chuvas para o final de dezembro e os primeiros dias de janeiro.

energia convencional, preço
Figura 7 – Curva de Preços de para Energia Convencional. (Fonte: Exponencial Energia)
energia incentivada, mercado livre de energia
Figura 8 – Curva de Preços para Energia de Fonte Incentivada com 50% de desconto na TUSD/TUST. (Fonte: Exponencial Energia)

Considerações

Mesmo com o PLD já longe do teto, ainda temos um período chuvoso aquém do que seria desejável. Com isso, seguimos com preços que, se não estão indicando uma situação mais delicada, ainda seguem em patamares relativamente elevados.

De qualquer maneira, o mercado seguirá precificando um certo risco de frustração de chuvas até que, de fato, tenhamos as mesmas caindo de modo a resultar em elevação efetiva das vazões, sobretudo em áreas como as bacias dos rios Grande e Paranaíba, na região Sudeste, onde se localizam os principais reservatórios do SIN.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Gostaria de entender mais a fundo?

Conte com nosso time de profissionais com anos de experiência no mercado de energia. Entre em contato conosco e vamos conversar mais sobre esse assunto

    ENDEREÇO

    Bauru

    Av. Duque de Caxias, 11-70 Vila Altinópolis, Ed. Atlantida Tower – 1° andar, CEP: 17012-151

    São Paulo

    Rua Helena 275 , cj 92, Vila Olímpia.

    CONTATO

    Telefone: +55 (14) 3104-8200
    Email: [email protected]