Boletim Semanal de Energia de 07 a 13 de Novembro

LINHAS TRANSMISSAO WITZLER

Destaques da Semana

CCEE encaminha terceira nota técnica sobre segurança de mercado à Aneel.

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, encaminhou à ANEEL, no último dia 13 de novembro, a terceira nota técnica (nº 0086/2020) sobre o tema segurança de mercado.

De acordo com a conselheira da Câmara, Roseane Santos, foram feitas interações com as principais associações do setor elétrico, bem como diálogos com instituições do mercado financeiro, com o objetivo de se apresentar uma proposta para que seja preservada a liquidez e segurança do mercado.

A Nota Técnica (que pode ser acessada por este link) traz os seguintes temas:

  • Novos critérios para o CVaR na curva de preços e stress test;
  • Definição de condutas atípicas e gradação de sanções;
  • Incentivo para a entrega voluntária antecipada de portfólio – “Duplo Flag”

De acordo com a CCEE, as propostas contribuem, no curto prazo, para que a evolução do setor se dê de forma segura. A segurança de mercado é um ponto essencial para o setor elétrico. Ademais, a Câmara vê que o diálogo constante com os agentes será fundamental para que tais medidas tenham êxito.

Fonte: CCEE.

Quinto repasse da Conta COVID libera R$ 242,9 milhões para distribuidoras.

Na última quinta-feira, dia 12, a CCEE efetuou o quinto repasse do empréstimo da chamada “Conta COVID”, favorecendo as distribuidoras de energia elétrica impactadas pelos efeitos da pandemia. A parcela liberada, cujo montante é de R$ 242,9 milhões, considera os valores dos termos de adesão para o período, além dos montantes remanescentes das transferências anteriores.

De acordo com a CCEE, já houve o repasse de um total de R$ 13,9 bilhões às distribuidoras que aderiram à Conta COVID. Tal volume representa 93,4% do total da operação.

Fonte: CCEE.

Balanço Energético do Sistema Interligado Nacional (SIN)

Nesta segunda semana operativa de novembro, ainda temos baixas vazões nos principais reservatórios do SIN. Por isso, houve exportação de energia das regiões que contam com excedentes energéticos, Nordeste e Norte, para as demais. Além disso, tivemos um bom volume de importação de energia através do intercâmbios internacionais com Argentina e Uruguai.

Figura 1 – Balanço Energético e intercâmbio de energia (Fonte: ONS)
Figura 2 – Balanço Energético (Fonte: ONS)

Situação Hidrológica do Sistema Interligado Nacional

Níveis de Armazenamento

Como ainda não temos um início, de fato, do período chuvoso, seguimos em trajetória de queda nos níveis de armazenamento do SIN. Com bons excedentes energéticos, os ritmos de queda de armazenamento de Nordeste e Norte estão menores do que nos demais subsistemas.

Figura 3 – Níveis de Armazenamento nos Reservatórios do SIN – valores de 12/11 (Fonte: ONS)
Tabela 1 – Acompanhamento dos Reservatórios do SIN (Fonte: ONS)
Energia Natural Afluente (ENA)

Apesar do mês de novembro ainda não contar com chuvas que alterem radicalmente a condição hidrológica no SIN, alguns episódios no início do mês contribuíram para uma elevação das ENAs no Sudeste, Norte e, especialmente, Nordeste. Entretanto, convém destacar que houve queda nas ENAs do Sudeste nos últimos dias. Inclusive, este subsistema, juntamente com o Sul, seguem batendo recordes mínimos históricos de ENA, como pode ser visto no gráfico a seguir:

Figura 4 – Trajetórias dos níveis de Energia Natural Afluente por subsistema do SIN. (Fonte: ONS)
Tabela 2 – Previsões de Energia Natural Afluente mensais para a terceira semana operativa do PMO de novembro (Fonte: ONS)

De acordo com nossas expectativas, tivemos queda no PLD para a próxima semana operativa

Houve houve uma melhora nas previsões de ENA de Sudeste e Sul, além de uma queda na expectativa de carga no SIN de 700 MW médios para a semana de 14 a 20/11

Desta forma, houve queda de 15% no PLD do Sudeste, Sul e Norte. Contudo, tivemos elevação de 41% no PLD no Nordeste, em função da queda na expectativa das vazões na região.

Os PLDs médios divulgados pela CCEE para a terceira semana operativa de novembro são dados na Figura 5:

Figura 5 – PLDs para a terceira semana operativa de Novembro /2020 (Fonte: CCEE)
Carga de Energia

Após uma forte elevação da carga no mês de outubro, com destaque para os primeiros dias do mês, notamos uma queda do consumo de energia em novembro, comparativamente tanto ao mês quanto ao ano anterior. Em novembro, os valores verificados de carga estão próximos aos do ano passado, a menos dos primeiros dias do mês, quando tivemos temperaturas abaixo da média em grande parte das regiões Sudeste e Sul.

Figura 6 – Acompanhamento da carga nos submercados do SIN. (Fonte: ONS)

Mercado e Preços

Primeiramente, mesmo com queda no PLD no Sudeste, Sul e Norte, temos um mercado em alta, reflexo das baixas expectativas de precipitação para o mês de novembro, e a perspectiva de termos o PLD voltando para o teto na última revisão semanal do mês corrente, além de uma abertura de dezembro acima de R$ 400/MWh

Alguns agentes do mercado já chegam a “cravar” teto para a RV0 de dezembro. Nossas simulações mais recentes apontam, também, para essa possibilidade.

Figura 7 – Curva de Preços de para Energia Convencional. (Fonte: Exponencial Energia)
Figura 8 – Curva de Preços para Energia de Fonte Incentivada com 50% de desconto na TUSD/TUST. (Fonte: Exponencial Energia)

Considerações

Com baixos acumulados de chuvas, e expectativa de ENAs bastante reduzidas nas próximas semanas, o mercado chega aos maiores preços, principalmente, nos produtos com entrega em 2020 e 2021.

A menos que tenhamos uma quebra no padrão de chuvas, não vislumbramos uma recuperação em um horizonte de mais curto prazo (duas próximas semanas).

Continuamente, atualizamos nossos estudos e simulações de cenários de preços, para um acompanhamento efetivo da situação atual. Caso tenha dúvida acerca das condições do sistema e de preços, consultem nossos especialistas.

Icone | Witzler Energia | Mercado Livre de Energia

Por Witzler | Energia

A Witzler | energia é uma plataforma de soluções energéticas. Temos como objetivo oferecer a solução completa, atuando em toda a cadeia energética, através da prestação de serviços de inteligência, comercialização, geração e soluções em energia.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Gostaria de entender mais a fundo?

Conte com nosso time de profissionais com anos de experiência no mercado de energia. Entre em contato conosco e vamos conversar mais sobre esse assunto

*Campos Obrigatórios